Orquestra paulistana

Leitura Bíblica: Jonas 1.1-3; 3.1-10

Jerusalém, Jerusalém, você, que mata os profetas e apedreja os que lhe são enviados! Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos! (Mt 23.37)

Moro em São Paulo e gosto de pensar nesta cidade como uma grande orquestra executando mil tipos de sons e acordes, tocados por milhões de instrumentistas. Lembra-me uma sinfonia maluca. São Paulo faz mil sons que seguem conosco pelos trajetos dessa imensidão, fazendo um fundo musical para o que vemos.

O que dizer de São Paulo para quem não vive aqui e que continua achando que esta cidade é enlouquecida, violenta, poluída? Que tem razão? Que ela amanhece trabalhando? Não, ela nem adormece, apenas dá uma pequena cochilada na madrugada. Em São Paulo tudo se repete, mas nada é igual. Como é a sua cidade?

Fico imaginando como Jonas veria nossas cidades. Será que aqui ele também não teria coragem de pregar a Palavra de Deus? Será que pegaria alguma estrada ou rio e partiria veloz? E o Senhor Jesus, como veria cada uma delas? Talvez lamentasse como fez com Jerusalém…

Temos maltratado nossas cidades. Como cidadãos do céu, temos sido muitas vezes omissos com o que se passa em cada recanto do nosso país. Temos fugido de nossas responsabilidades de pregar o evangelho em atos e palavras. Temos matado nossos profetas com a incredulidade e apedrejado as disposições de quem gostaria de mudar algo.

O que pode hoje fazer diferença na maneira de ver nossas cidades? Talvez parar de jogar papel na rua, talvez olhar nos olhos de quem está ao lado.

Jonas recebeu a ordem de Deus e não a cumpriu. Precisou passar por uma experiência dramática para que Deus lhe pudesse dar a mesma ordem uma segunda vez, e dessa vez ela fosse cumprida. Que escutemos as vozes de nossas cidades tal como Deus escuta e nos importemos com elas.

Deus se importa com a sua cidade — e você?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *